Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O Rio

Tímido, nasce;
Lento, cresce;
Do morro, desce;
A terra, umedece.

Segue em frente;
Rega a semente
Sacia a gente
Seu corpo cresce.

É detido;
Parado;
Cortado;
Poluído.

Mais ele cresce;
Não esmorece;
Pedra estremece;
Pede piedade.

Ele caminha;
É sua sina;
Gira a turbina;
Ilumina a cidade.

Amado;
Odiado;
Respeitado;
Temido.

Dá vida, se amado;
Destruição, se odiado;
Respeito, se respeitado;
Reflexo a espelhar.

Sua água carregada;
No final da jornada,
Deixa depositada
No imenso azul do mar.
Délcio Mores
Enviado por Délcio Mores em 11/07/2005
Código do texto: T32973
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Délcio Mores
Guarapuava - Paraná - Brasil, 51 anos
101 textos (11836 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 14:43)
Délcio Mores