Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

DEIXEMOS QUE VENHA O AMANHECER

Um sopro leve,
um sopro de luz, dia acabado;
se há um verso para ser escrito
deixo que ele nasça
somente quando eu possa amanhecer.

E nesta madrugada
não precisarei pastorear as estrelas,
nem as flores,
pois a liberdade não pode ser ameaçada.

Não estou sozinho,
outras almas vagam pelos cômodos.
É simples
o que tenho a lhes dizer,
mas agora, não! Deixemos que venha o amanhecer.
Enzo Carlo Barrocco
Enviado por Enzo Carlo Barrocco em 11/07/2005
Código do texto: T33011
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Enzo Carlo Barrocco
Belém - Pará - Brasil, 56 anos
733 textos (134422 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 06:01)
Enzo Carlo Barrocco