Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Consternação...



Por vezes a solidão nos arrebata
Provocando momentos de estranheza
Nos quais nossa alma, silenciosa, estremece
Um nó, que só o amor é que desata
Por ser, tal qual a flor, delicadeza
Manifestando-se em forma de uma prece
Dilui com vigor, toda tristeza.









Priscila de Loureiro Coelho
Consultora de Desenvolvimento de Pessoas
Priscila de Loureiro Coelho
Enviado por Priscila de Loureiro Coelho em 11/07/2005
Código do texto: T33069
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Priscila de Loureiro Coelho
Jacareí - São Paulo - Brasil, 65 anos
1286 textos (215197 leituras)
1 e-livros (148 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:16)
Priscila de Loureiro Coelho