Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Intempéries"

Intempéries...

Erupção de sentimentos
Variável, persistente, implacável
Cheia de violência, indomável
Fria, insensível, potente
Intransponível, inclemente...

Vendaval arrasta emoções
Achatadas, amassadas
Caem jogadas, tropeçadas
Nas pedras já desgastadas
Cansadas, pobres, coitadas...

Diluem-se ao vento
Até se reduzirem a pó
Calcinante calor, esse amor
Pedrinhas disformes no turbilhão
Jogadas fora, no arrastão...

Chove torrencialmente
Lava chagas, tempera tristezas
Num clamor desesperador
Chove grosso, chove fino
Embriagadas em estertor...

E a chuva lavando, levando
Lava tudo, leva nada
Só ficam jogadas na estrada
Folhas caídas, amareladas
Amassadas, molhadas
Folhas já desencantadas...

E, na ventania que corre solta
Os sentimentos voam também
Voam livres, esvoaçantes
Sozinhos sem ter ninguém
Flutuam a vida, somem no além...

Intempéries das emoções
São relíquias nas orações
Aos trambolhões se misturam
Indefinidas se amontoam
Sem ter rumos, sem direções...

Previsão do tempo:
Instável, sujeito a chuvas
A trovoadas, ventos, ventanias
Em torrentes de nostalgias
Temperatura baixa, tão fria
Silentes, dormentes, querentes...

Depois de tudo passado
Lavado, levado, encharcado
O sol nasce quadrado
Frio , até desesperado
Mas vem vindo devagarinho
Dando vida, tirando espinhos...

Myriam Peres
Myriam Peres
Enviado por Myriam Peres em 12/07/2005
Código do texto: T33567
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Myriam Peres
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 86 anos
473 textos (54609 leituras)
5 e-livros (275 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:01)
Myriam Peres