Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Insónias


Os meus olhos diligentes, viajantes
Das noites frias e brancas, adormecem,
Silentes, nas penumbras e fenecem
No Tempo das falésias ruminantes.

Os meus olhos diligentes, errantes
Nos luares dos rouxinóis, parecem
Estrelas decadentes, e se esquecem,
Com vagar, da luz dos áureos semblantes!

Agora ouvem, tão-só, badaladas
Perdidas nos compassos da minh'alma
Que se aninha nos braços de vivalma...

E nem os secos sons das pipiladas
Que poisam nos beirais do arfante peito,
Acalmam este olhar ao ermo atreito!
Cristina Pires
Enviado por Cristina Pires em 13/07/2005
Código do texto: T33739

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Cristina Pires
França, 51 anos
87 textos (6700 leituras)
1 áudios (37 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 14:07)
Cristina Pires