Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

RIMAS

Dez.
Vinte.
Trinta.
Quarenta anos.
Não rima mas espanta,
desencanta o rítmo do tempo
que faz envelhecer.

Primeiras rugas.
Novas dores.
Vistas turvas.
Desencanto.
Não rima mas assusta,
a busca da juventude perdida
que só faz esconder-se.

Morte de amigos.
Doenças repentinas.
Falta de esperança.
Desilusão.
Não rima mas dói,
destrói o amor à vida
e aos poucos faz morrer.

Cinquenta.
Sessenta.
Setenta.
Oitenta anos.
Rimar ,agora rimou,
pois esta é a sina
dos versos sem rima,
do adolescer.
Tórtoro
Enviado por Tórtoro em 13/07/2005
Código do texto: T33825
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tórtoro
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 67 anos
176 textos (27934 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 12:49)
Tórtoro