Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRETENSÃO

Ali estava eu
aos pés do Mestre dos Mestres,
pregado na cruz do século vinte.
Espectador atento
e simples aprendiz
não vi giz,
nem notas, nem planejamentos,
somente momentos de amor,
carinho e dedicação.

Não vi cadernetas, nem lição.
As papeletas e livros didáticos
não tinham espaço de utilização
e nenhum passo ditado por métodos.
As carteiras e compassos
eram campos e ramos.
O sinal era o cantar dos pássaros
e a escola o mundo.

E um profundo sentimento de impotência
assumiu o vazio das ações
da minha pobre docência
alimentada por pretensões.
Tórtoro
Enviado por Tórtoro em 13/07/2005
Código do texto: T33832
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Tórtoro
Ribeirão Preto - São Paulo - Brasil, 67 anos
176 textos (27932 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:26)
Tórtoro