Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A HISTÓRIA NO TEMPO

Caminho no tempo
à margem dos castelos,
e imponentes catedrais.
Vejo nas calçadas
Cristo pedindo pão,
maltrapilho. Pés no chão,
e a Igreja aliada aos reis
retendo riquezas,
fazendo fogueiras,
caçando demônios,
atrasando a história.

Sigo à margem dos governos,
driblando intolerância
de despóticos cardeais;
pisando em sangue escravo;
vendo leis de reis
produzirem cadáveres;
ditadores inumanos
imporem sistemas opressivos,
repressivos governos,
atrocidades nazi-fascistas.
e guerras fratricidas.

Sou só pele, osso e resistência.
Trago no corpo
lembranças da inquisição,
vergões no lombo,
no ombro marcas de torturas,
duras lições
de sórdidas ditaduras.
Balas e feridas mal curadas
de duas guerras imundas,
oriundas de divisões coloniais.

Sobrevivente do escuro,
viajo num novo tempo,
onde a ciência predomina
e a igreja, em outro empenho,
expia o passado,
pedindo perdão pelo pecados
dantes praticados,
enquanto ricos governos,
ditos democráticos,
dão a nova ordem mundial,
dividindo o planeta
em primeiro, segundo, terceiro
e quarto mundos,
criando novas diásporas,
chagas que se alastram
Áfricasiamérica.
O novo mundo das misérias
da nova e moderna idade média.

Caminho no presente
e a fuligem me exaspera.
Vejo hordas aglomeradas
nas encostas, baixadas, mangues
e áreas de risco.
Fortes imagens babilônicas:
Todo hora uma intriga, um crime.
Miséria e esbórnia.
Guerras não declaradas.
Guerras fratricidas.
Guerras religiosas...

Corrupção é o novo mal
que corrói e joga a ética na merda
no lixo da história e
nações à margem
da tecnológica idade.
Vejo claro e evidente,
passado e presente se ligam
em virtuais pontes despóticas
pela ótica dos desmandos
séculos que se anelam
e subjugam a esperança.

Mais que templos, prédios, pontes...
O mundo clama horizontes,
novas idéias e ideais,
terra, plantio, comida, felicidade,
tecnologia leve, com humanidade...
Íntegros planos e práticas de bondade.
 


cp-araujo@uol.com.br
Célio Pires de Araujo
Enviado por Célio Pires de Araujo em 13/07/2005
Reeditado em 21/10/2006
Código do texto: T33916

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (autoria de Célio Pires de Araujo). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Célio Pires de Araujo
São Paulo - São Paulo - Brasil
1075 textos (32931 leituras)
2 e-livros (236 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 07:04)