Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Menino Carente

Menino Carente

☺
Quando estou longe de tí, sinto-me como prosseguir num caminho escuro sem o brilho da lua, nem o cheiro das flores.
Quando estou longe de tí, até a noite fica muito, muito mais silenciosa e o dia é como se não existisse o calor da tropicalidade e os rios não apresentassem suas beiras.
♫
Meus olhos funcionam como dois velhos e carentes vaga-lumes que vagueiam numa noite já invernosa, prestes a morrer.
Minhas mãos se abraçam de maneira misteriosa e pensam tocar seu rosto com muito carinho.
♪
Vem o outono e os mesmos olhos agora choram. Choram pelas flores que desabrocham e pelo murmúrio indolente e cheio de segredos que guarda um coração apaixonado.

E assim... vou pensando na grandeza e no espaço, no tempo e no mormaço, no começo e no fim, recebendo por merecimento e não espórtula, um lindo amor frenesi.

♀♂



Wilson de Souza, Outono 2005.
WILSINHO ABECE
Enviado por WILSINHO ABECE em 13/07/2005
Reeditado em 23/08/2009
Código do texto: T33922

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
WILSINHO ABECE
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 53 anos
33 textos (2209 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 04:00)
WILSINHO ABECE