Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MÃE

Mãe, se eu fosse terra, serias espaço.
Se eu me perdesse, tu serias laço.
Enquanto eu era fome, tu já eras pão.
No meu desconsolo, tu já foste colo.
Tu serias solo, se me faltasse o chão.

Eu já era ovo e eras tu meu ninho.
No meu mundo novo, foste tu carinho.
Se eu sentisse dor, que não existisse dor.
Se não houvesse jeito, que ela em ti doesse,
E que eu aprendesse tua lição de amor.

E agora falo do meu amor silêncio,
Do bem que te quero e te quero bem.
Se às vezes calo o que agora eu disse,
O silêncio é outro meu jeito de amar,
No silêncio do meu amor também.
Marco Bastos
Enviado por Marco Bastos em 13/07/2005
Reeditado em 12/05/2012
Código do texto: T33950
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (cite o nome do autor e o link para "http://www.recantodasletras.com.br/autor_textos.php?id=1583 "). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Marco Bastos
Salvador - Bahia - Brasil, 72 anos
1717 textos (87478 leituras)
2 áudios (495 audições)
1 e-livros (791 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 09:55)
Marco Bastos