Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEDE DE PODER

Desconcertante atualidade
Porque como na antiguidade
O Homem insignificante ser
Mau, orgulhoso e malfadado
Está de sangue embriagado
Lutando pela sede do poder

Poder na economia mundial
Poder pelo domínio mundial
Poder no mundo financeiro
Poder político da nação
Poder na própria religião
Poder no luxo e no dinheiro

Os que dizem o povo servir
A ele nunca param de mentir
Nem de pessoalmente enriquecer
De riquezas se apropriando
Pertences públicos roubando
Daí sua luta para ter poder

Se preciso for fazem guerra
Pra ter maior poder na terra
Não tendo já nada a perder
Derramam sangue inocente,
Tiram a vida a muita gente
Para exercerem total poder.
Victor Alexandre
Enviado por Victor Alexandre em 14/07/2005
Código do texto: T34028
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Victor Alexandre
Bélgica, 72 anos
274 textos (86619 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:34)
Victor Alexandre