Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

"Cenários"

(Através da minha janela, vejo a vida passar lá fora)
------------------------------------------------------------------------
Cenários

A vida é um eterno passar
Eterno resfolegar
Que nunca vai acabar
São trechos que nos indicam
Indicam e só criticam
O que vão determinar...
 
Passa o passante ligeiro
Passa o velho a capengar
Passa a Morena Faceira
Sorrindo, fazendo besteira
Para os outros cativar
Para poder namorar...
 
Passa o sorriso maroto
Passa também o gargalhar
Passa a tristeza contrita
Passa o ôlho a piscar
Passam as rugas tranqüilas
Que a vida as fez criar...
 
Passa a Maria Miri
Passa também Guiomar
Passa a Jussara correndo
Catando o Waldemar
Passa a Maria das Graças
Sozinha a declamar...
 
Passam trechos de rua
Passam também quarteirões
Passam calçadas ligeiras
Correndo e aos trambolhões
Passa o fim de uma estrada
Dobrando a encruzilhada...
 
Passam as curvas da mulata
Gingando para encontrar
Os mesmos que anteontem
Na cegueira do olhar
Assoviaram ao vê-la passar
Passa  pra reencontrar...
 
Passa o casal abraçado
Passa o velho a procurar
Passa a mocinha tranqüila
Andando bem devagar
Passa a velha empertigada
Resmungando sem parar...
 
Passam os carros correndo
Passam degraus e patamar
Passam as brigas ligeiras
E as que querem xingar
Passa tudo de repente
Correndo só pra passar...
 
Passa o cenho cerrado
Passa o sorriso a brincar
Passa uma voz murmurando
Passa o rouco gritando
Passa também o silêncio
Calado sempre a pensar...
 
Passa a saudade sofrendo
E a esperança gemendo
Passa a alegria querendo
Jogar o sofrer pra lá
Passa o ciume tristonho
Com as penas que tem  que passar...
 
Passa o cachoro latindo
Arrastando pra correr
Passa a menina pedindo
Um querer seja qualquer
O que ela quer é ter
Motivos só pra querer...
 
Passa a cachaça zombando
Das bebidas do além mar
Passa o bêbado tomando
Seus goles sempre falando
Zombando e criticando
Quem não quer acompanhar...
 
Passa a mulher safada
Que quer tudo e não quer nada
Só quer trocar de calçada
Mudando sua pobre vida
Pra viver  mais iludida
Muito menos entristecida...
 
Passam as lágrimas e sorrisos
Passa o inferno e o paraíso
E as nuvens que vêm ligeiras
As chuvas vêm derradeiras
Molhando as faces  inteiras
Lavando todas as poeiras...
 
O ontem passou correndo
O hoje sempre gemendo
Passando bem devagar
E o amanhã, como virá?
Virá só para ver passar
Tudo que tem pra levar...
 
Myriam Peres
Myriam Peres
Enviado por Myriam Peres em 14/07/2005
Código do texto: T34079
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Myriam Peres
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 86 anos
473 textos (54609 leituras)
5 e-livros (275 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 10:02)
Myriam Peres