Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PRIMAVERA

Elane Tomich
 
Porque de longe vieste
devo tratá-lo qual rei?
Verbo, alma sem veste
em  longa espera, esperei...
 
Guardo estigma em brasa
 gado a ferro quente.
Se à pele queima e arrasa
 imagina a alma sem gente,
 
sem carne, sem vestimenta
 sem porto, pouso, encosto
imagina o sádico gosto
do ai que encomprida e lamenta.
 
Há muito, vesti-me de lama
o pó em seca me espera
 há um chão que me reclama
 renascer em primavera.
Elane Tomich
Enviado por Elane Tomich em 15/07/2005
Código do texto: T34431
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, fazer uso comercial da obra, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Elane Tomich
Teófilo Otoni - Minas Gerais - Brasil
319 textos (11466 leituras)
1 e-livros (126 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 07:48)
Elane Tomich

Site do Escritor