Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O CROCITO

Na tarde que se afunda
Nos derradeiros tons do sol
Todo agito aplaina-se em mim.

(Logo outro mundo me incendeia)

A ave no céu desata no seu vôo
Os nós do meu pensamento
Fincado no horizonte sedento.

(Lembranças surgem qual encantamento)

Faço juras e promessas
Para enganar a miragem
E alimentar o coração do Universo.

(Sinto na ânsia do Amor a glória da Vida)

Anseio o lento declínio
Do dia na noite da conspiração:
De elfos e fadas na poesia.

(A brisa notívaga esparge pó de estrelas)

Uma coruja misteriosa
Pousa na minha janela
E indaga o meu contentamento:

Seu crocito amansa a ávida fera que me habita.

© Jean-Pierre Barakat, 07.08.2004
Jean Pierre Barakat
Enviado por Jean Pierre Barakat em 05/02/2005
Código do texto: T3507
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Jean Pierre Barakat
Fortaleza - Ceará - Brasil, 53 anos
111 textos (4956 leituras)
1 e-livros (96 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 01/10/16 10:49)
Jean Pierre Barakat