Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Incerto!

Talvez não saiba o que sinto.
Talvez não queira aceitar o que sinto.
Talvez fuja do real em busca do imaginário.
Talvez imagine uma perfeita realidade.
Talvez creia que tudo é perfeito.

Talvez, talvez, talvez...

Certo de que nada é gratuito.
Certo de que tudo é único.
Certo de que amar é entrega.
Certo de que vivo na realidade.
Certo de que a distância existe.

Certeza, certeza, certeza...
A única que todo ser humano:
vive, respira, sente, ama.

Vive na ilusão do amanhã,
na certeza da vida,
na busca do amor,
na intensidade viva.

Respira ao amanhecer
buscando sentir-se vivo
pronto para a realidade.

Sente cada parte do seu corpo,
sente-se parte de uma cadeia
viva de corpos que se buscam.
Sente-se humano.

Ama incondicionalmente
como se o amanhã não existisse.

Talvez seja essa
a certeza da nossa capacidade humana:
viver, respirar, sentir, amar.
Rogevanio Alves Santana
Enviado por Rogevanio Alves Santana em 19/07/2005
Código do texto: T35719
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rogevanio Alves Santana
Aracaju - Sergipe - Brasil, 37 anos
67 textos (3454 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:55)
Rogevanio Alves Santana