Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ELO

frente a frente,
abraçados um ao outro,
refletíamo-nos vistos pelas meninas dos olhos, extasiadas!...

amantes são sempre pares
para dois bem-feitos, dois bem-feitos para o semelhante
ser que em um só convive cheio de opostos
ocultados neste aconchego frontal.

frente a frente,
beijos de suavidade
em arrepios mansos, nossos e impróprios, inseparam-nos!...

Compreendidas e grudadas,
nossas bocas, cada qual mais faminta que a outra,
sem ter pressa de falar qualquer bobagem, calam-se
a cada suspiro descido num degrau da escada
do silencio sucessivo, costela por costela.
 
Os amantes estão quase todos mortos!...

Enquanto nós, aqui,
entranhados um no outro,
contrariando as leis dos gestos
dos espelhos das meninas destes olhares,
refletimo-nos enxergando um ao outro tão profundamente
que, mesmo cegos, saberemos desatar os nós do rosário:
 da eternidade à dor, da alegria ao dia-a-dia, do destino improvisado
ao alcance consciente dos reflexos involuntários dos apaixonados.
 
Juntos, aqui,
misteriosamente misturados:
somos!
Sobreviventes
desse abraço frontal,
provamos todo amor extinto no fim do túnel do mundo
povoado por inodoros perfumes descartáveis.

Milhares e milhares anos após
os sóis insuportáveis, as chuvas torrenciais e os silêncios tumulares,
o mundo será quase o mesmo se ainda estiver insensível aos abraços frontais.
Fossilizados, estaremos secos entre pedras
ou gravados num tronco de uma árvore,
em iniciais intactas,
qual o dia em que aprendemos a gostar de pipocas.

O desamor foi vencido!

Abraçados,
exalados dos perfumes descartáveis
reconhecemo-nos pelo cheiro
cheio de paixão, cumplicidade e apego,
hibernados após ausência de cio.

O dia renasce nas cidades!

Mas enquanto todos os amores não estiverem sido descobertos,
apesar dos aconchegos descobrirem-se acordados,
questionaremos ao mundo de forma definitiva:
Será que havia amor no abraço dos dinossauros?...
Djalma Filho
Enviado por Djalma Filho em 20/07/2005
Código do texto: T35933
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Djalma Filho http://www.recantodasletras.com.br/autor.php?id=686). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Djalma Filho
Salvador - Bahia - Brasil
658 textos (19517 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 02:10)
Djalma Filho