Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Anonimato

 


 
"...Nesta vida, só sei estar...
Quanto estou, sou... Me sinto.
Meu pensamento é o meu coração.
Meu cérebro um mar revolto.
Fascina-me estar e ser.
Beber do escondido...
Espalhar o semeado
e sentir a receptividade
no mais fundo de mim.
Hoje sinto em todos os meus poros
o esvoaçar silente do meu ser...
Ah! Fecunda solidão!
Brilha uma luz no meu interior
Vejo céus e caminhos abertos
cujas fendas escondem o meu destino
Amor amigo, peregrino!
Difícil fragmentá-lo nesse desamparo insensato
Beber desse mistério completo
Assinar essa sentença de amor ditada e recitada...
O mundo e eu não somos.
Nem nos entendemos.
Nem nos queremos.
Nem jamais seremos uma só coisa...
Esse é o segredo que me mantém em suspenso...
Em sigilo...
Em anonimato..."
Sonia Pallone
Enviado por Sonia Pallone em 20/07/2005
Código do texto: T35950

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Ex: cite o nome do autor e o link para a obra original). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Sonia Pallone
Atibaia - São Paulo - Brasil, 65 anos
277 textos (18107 leituras)
2 e-livros (160 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 22:21)
Sonia Pallone