Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LIBERDADE

O passo não anda, o sonho não sonha,
a palavra desanda, êta vida bisonha!
calei, chorei!
Quebrei a cara num capricho qualquer,
atrás da saia de uma mulher

Censurei, camuflei a verdade,

a imponderável dualidade vivenciei,
nos contornos da emoção tangenciei,
a felicidade não era assim;
Aí calei, chorei!
Quebrei a cara num capricho qualquer,
atrás dos encantos de outra mulher.

Agora quero pura liberdade,
falar, extravasar à luz da razão,
a falsidade refletiu por aí,
a imagem distorcida refiz,
desfiz um capricho qualquer,
vesti a película do orgulho que restou,
hoje já não sou mais escravo
das tentações de nenhuma mulher.


fev/05

ANDRADE JORGE
Direitos autorais reservados
Registro Fundação Biblioteca Nacional
ANDRADE JORGE
Enviado por ANDRADE JORGE em 22/07/2005
Reeditado em 12/03/2014
Código do texto: T36842
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original. Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ANDRADE JORGE
Jundiaí - São Paulo - Brasil
1027 textos (90006 leituras)
26 áudios (1819 audições)
2 e-livros (330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 11:22)
ANDRADE JORGE