Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

BARCO VIDA

Ah! meu barco, chamado vida,

vive à deriva,

balança nas ondas deste mar de emoção,

veleja sem destino

terra firme não alcança,

não tem porto, nem estiva,

pobre coração, mergulhado no prazer,

encanta, desencanta,

não sabe como sentir,

esqueceu de definir,

Ah! meu barco, leva vida afora,

por terras dantes vistas

este desbravador sem conquistas,

que passa pela vida, sendo amado, odiado,

porque não se cala diante da ferida,

não conhece indiferença,

já hesitou, vacilou, é bem verdade,

mas não perde a crença;

Ah! meu barco, pare por favor,

na ilha dos perdidos, onde a noite é fria,

desembarque minha dor,

sem amor na proa, a vida é vazia,

adormece em águas profundas

e fica  à toa...

então, sob este céu azul anil,

descortine o porão da sensação,

singre mares e oceanos,

em busca do sutil

e impossível amor.

11/03

direitos autorais registrados
Fundação Biblioteca Nacional
Rio de Janeiro/Brasil
ANDRADE JORGE
Enviado por ANDRADE JORGE em 23/07/2005
Código do texto: T37011

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ANDRADE JORGE
Jundiaí - São Paulo - Brasil
1027 textos (89997 leituras)
26 áudios (1819 audições)
2 e-livros (330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:23)
ANDRADE JORGE