Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ZILA MAMEDE


No corpo a corpo
com a vida
o telefone/bar
/o tango
Zila se ausenta
como quem morre
sob os olhos atentos
da mãe costurando

No corpo a corpo
com a poesia
o exercício da palavra
arado cultivadeira
rompe veios morde chão
rompe campos de salinas
para o plantio de um verbo novo

No corpo a corpo
com a poesia
a colheita da rosa
a rosa de pedra
desencantada
encantada rosa

No corpo a corpo
com a poesia
a esperada presença
                de um anjo
um secreto amor
acorde o sono

                No corpo a corpo
com a morte
desvelado o véu
de noiva
a face tranqüila
bordada de sombras
para a posse
do sonho oceânico
o mar absoluto
(evi)ternamente
conquistado

No corpo a corpo
com o mar azul
Zila se ausenta
os cabelos de musgo
lavados de espumas
por navegos caminhos
ao célico encontro
de Auta de Souza
e Santa Tereza
irmãs na pureza
no amor místico
que os amores terrenos
ficaram como segredos
de Bandeira e Sanderson
irmãos na poesia










Talis Andrade
Enviado por Talis Andrade em 07/02/2005
Código do texto: T3705
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Talis Andrade
Recife - Pernambuco - Brasil, 69 anos
42 textos (3976 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 26/09/16 02:21)