Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

LENTAMENTE



Entraste com muito jeito
No abrigo deste peito
Que há muito tempo está mudo...

Sei que trazias vestido...
Já nem sei de que tecido...
Pelo toque... era veludo
Da cor da noite e do dia
Talvez... da cor do amor
Ou da cor da poesia...

Desnudei a cada rima
As estrelas que me deste
Na noite que se ilumina
E até aí estava nua...

Então... vesti-te de lua
Pouco a pouco
Lentamente...
Senti na ponta dos dedos
Um pouco dos teus segredos
E fui eu que me despi!

Entraste com muito jeito...


__________________Ressoa

In "POEMAR" Hugin Editores ano 2000 - www.joaomoutinho.com
Pode ouvir aí os poemas ditos pelo
ressoa
Enviado por ressoa em 24/07/2005
Código do texto: T37209
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ressoa
Portugal, 67 anos
72 textos (1881 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 09:22)
ressoa