Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O poeta chora sempre...

O poeta chora sempre
Por todas as mazelas
Pelas dores e amores
Mas também pela alegria

Sim, a crueza que nos toma
De assalto nesses dias
Com a areia sangrando debalde
Loucuras e selvagerias

O poeta sempre chora
Pela vasta insanidade
Por essa tamanha violência
Que não leva a nada

Ah! como o poeta chora! Sempre!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 24/07/2005
Código do texto: T37352
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120255 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 02:20)
Peixão