Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OS QUARENTA & A GUITARRA DOS DIAS

A mesa de bar sabe dos rabiscos,
inquietudes, cochichos, catarses.
Masmorras em plenitude
na guitarra dos dias.
Mergulho sempre doloroso,
choques emocionais fazendo lucidez.
Encanto: foz dos riachos sazonais.
Curso melodioso, traída harmonia,
direitos desumanos por amor:
o fio de sangue após a bofetada.

Contenção de águas, de ternuras,
terras altas sobre o leito de planície
transitam o curso do querer.
Somos, assim, o cursor fugaz
no olho da agulha.
Estreito, mas necessário à costura.

Porque a arte de viver
em si já tem o seu tanto,
o néon estrábico que os olhos bebem
há tantos anos.
Liberdade traduzida num queijo fétido,
a lira dos quarenta?

Parece ser sempre a última,
a geração a que pertencemos.
Mas ao vivê-la, nunca somos os últimos.

Do livro OVO DE COLOMBO. Porto Alegre: Alcance, 2005, p. 56.
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 25/07/2005
Reeditado em 26/09/2005
Código do texto: T37663
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Joaquim Moncks). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
2581 textos (709609 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 22:29)
Joaquim Moncks