Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

OLHOS CASTANHOS

A poesia embriaga,
A luz ilumina a noite.
Por que, então, eu me perco
No castanho dos teus olhos?

Tremula a chama da vela
E perdida ainda estou,
Diz-me qual o caminho
Para sair da escuridão,

Onde habita o teu desejo
De me reter acorrentada
Nessas duas masmorras
Que são teus olhos castanhos.

27/09/04.
Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 28/07/2005
Código do texto: T38530

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343240 leituras)
19 áudios (10580 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 07:54)
Maria Hilda de Jesus Alão