Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

PUNHALADA PENETRANTE


Que coisa é essa, esse mistério impenetrável,
Que tem os segredos, n’alma humana escondidos,
Atrás de muros que não podem ser fendidos
Para que não se liberte o monstro incontrolável,
Que tortura por maldade sem que haja exceção.
É um diabólico pintor com longilíneos pincéis
Traçando os esboços das eternas feras cruéis
Que habitam, do homem, o infeliz coração.
Escala as escarpas para se fazer presente
Ocultando no falso manto a dor extrema,
Juiz para o qual não há palavra convincente
Que suprima a cutelada da sentença suprema
Pois não raciocina e cego por um instante,
O ciúme mata com punhalada penetrante.

29/11/03.

Maria Hilda de Jesus Alão
Enviado por Maria Hilda de Jesus Alão em 28/07/2005
Código do texto: T38532

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Cite o nome do autor). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Maria Hilda de Jesus Alão
Santos - São Paulo - Brasil
848 textos (343058 leituras)
19 áudios (10579 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 10:08)
Maria Hilda de Jesus Alão