Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Na calada dos iguais...

Na calada dos iguais
Lapidada em tantas fatias
Nesperas para certas iguarias
Algum assunto nos jornais

Limas malsã de festivais
Tonturas no ar em madrigais
Pessegos sortidos para tais
Cantilenas da aurora em pardais

Sonhos madrilenhos, vesperais
O mar para qual navegais
Amarias da vista outros postais
Tirem as armaduras, generais

Tâmaras secas são geniais
Acordar em beijos labiais
Na secura da boca, bestiais
Solidão batendo pedestais

Seu corpo desnudo em areais
No café da manhã, cereais
Vórtices alucinados, perdoais
Desejos noturnos atemporais

A nau escura se põe em rota para a Ilha amada!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 29/07/2005
Código do texto: T38564
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120254 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:20)
Peixão