Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SAUDADE CRUEL

A saudade é ingrata e cruel comigo,
Faz sofrer, amargamente, meu coração;
Eu sempre quis ser sincero, ser amigo,
Mas ela é impiedosa, não tem compaixão.

A saudade vem apertando o meu peito,
Ela tem todo prazer no meu sofrimento;
Não tem remédio, não tem outro jeito;
Ela conquistou meu total sentimento.

Há momentos, que a saudade entristece;
Há momentos, que a saudade enaltece;
E é como simples gestos duma criança.

E agora minha alma tristemente chora,
Pois, a saudade, ferozmente me devora;
E em mim, vai acabando a esperança.
João Barbosa
Enviado por João Barbosa em 29/07/2005
Código do texto: T38666
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
João Barbosa
Extrema - Minas Gerais - Brasil, 68 anos
160 textos (10957 leituras)
3 áudios (130 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 18:05)
João Barbosa