Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Quando eu amava

Admirava o sussurro do vento,
Farfalhando as ramagens
O perfume da natureza
Ao esvaecer o dia


Meu suspiro suspirava profundo
O caminhar disperso,
Guiado pelo instinto,
Com o horizonte travesso
Brincando com meus sentidos

Meu olhar maravilhado,
Nada tinha de mistério
desvelava a todos,
Os mais velados segredos.

Abraçava o mundo com ternura
Meu sorriso vibrava ao longe
Como uma bandeira branca desfraldada
Açoitada pelo vento azul matutino

Dançava com as nuvens do céu,
Sapateava com os seixos na terra

O pêlo do cachorro se abrandava
Diante de um gesto meu,

A finada cachoeira ciciava
Me ouvindo assoviar
Sentado à grande pedra
Igualmente a te admirar
 
Os pássaros revoavam em silêncio
Para não incomodar meu sono
Sob a frondosa Figueira
Também a ressonar


Ao trovão não se ouvia
Ante o meu sussurrar,

O relâmpago se arrefecia
Diante de meu pulsar

O vento se esgueirava
Me ouvindo cantarolar

NÃO temia outros olhos,

Nem a cinza da fumaça,
Nem cara de lutador,

Nem o apito do trem
A sapatear sobre os trilhos,
Como touro brabo a bufar

Nem as procelas do mar
Prestes a transbordar...

Isso...

Quando EU Amava.
José Mattos
Enviado por José Mattos em 29/07/2005
Código do texto: T38704

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.josemattos.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Mattos
Santa Rita do Pardo - Mato Grosso do Sul - Brasil, 52 anos
54 textos (2839 leituras)
1 e-livros (48 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 04:51)
José Mattos