Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poemas medíocres


 
Meus poemas são medíocres
Isso até eu admito
Rimas bobas e fáceis
Que só meu amor admira
Quando para ele envio
Pois adoro o seu elogio
Mas não levo a sério o que escrevo
São resultados de madrugadas
De insônias não resolvidas
Quando ele não está comigo
Podem me criticar ou até os deletar
São tão inúteis e tão banais
Que vezes ficam sem finais
Podem até me copiar
Ou o meu nome tirar
Pois se alguém os copiou
É sinal que gostou
E de repente eu vou achar
Que aprendi a poetar
 
Marly Caldas
 
Marly Caldas
Enviado por Marly Caldas em 30/07/2005
Código do texto: T38930
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marly Caldas
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 77 anos
513 textos (27635 leituras)
2 e-livros (311 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 04:16)
Marly Caldas