Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Das areias desta platina...

Das areias desta platina
Calce as sandálias agora
Do mar que se banha
Um ritmo alucinante de espera

Toma a tarde, leve seiva doce
Olhares para tantos anseios
O sal que se tira do corpo
Tão quente para novos beijos

Parte a tarde com a Lua
Doces e sedas que se espalham
Desejos afins que batalham
Carícias em tua pele nua

Faminto que tanto te devoro
Arrancando-te múltiplos gozos
Saciando-te com tantos beijos
Que sem fôlego, me pedes socorro.

Nem se pode esquecer tanta paixão!

Peixão89
Peixão
Enviado por Peixão em 01/08/2005
Código do texto: T39359
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Peixão
Santo André - São Paulo - Brasil, 57 anos
3231 textos (120249 leituras)
1 e-livros (241 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 09:55)
Peixão