Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A PALAVRA É UMA BORBOLETA

José António Gonçalves

A palavra pode voar
espairecer por aí como uma ave
solta e branca
desprendida de sóis
e ninguém dar por ela
no silêncio das sombras
da manhã

A palavra se não bate asas
oculta-se nos tectos
mais antigos das casas
e sopra imagens imperceptíveis
num rosário de recordações
que se esfuma nas tardes
em sons inaudíveis

Se a palavra quisesse
serenava-se
no coração dos homens
e petrificava-os para os atormentar
em sonhos permanentemente iguais
marcando-lhes a memória
com os sinais
dos dias desencontrados
e sempre na penumbra
da noite seguinte

A verdade é que a silhueta da palavra
assusta a cidade
mesmo quando apenas visita os telhados
para lhes abençoar o sono

A palavra é como uma borboleta
esplendorosa
esquece que já foi larva
embora hoje se aparente
com uma rosa


José António Gonçalves
in: Arte do Voo  - Antologia Poética
Organização: António Furnier
Coleção: Ausência Quebrada 12
Junho/2005 - Portugal

JAG
Enviado por JAG em 01/08/2005
Reeditado em 05/08/2005
Código do texto: T39559
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
JAG
Portugal, 62 anos
117 textos (41779 leituras)
4 áudios (187 audições)
1 e-livros (28 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 18:41)
JAG