Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

CABEÇA-DE-NEGRO

Naquele reinado onde a terra é fértil,
tudo que se planta dá,
o trono era verde amarelo,
os príncipes vestiam vermelho
no palácio azul caramelo,
a Coroa aparentemente era o espelho,
fulgurava, reluzia no florão da América,
mas tudo tem um preço $real,
e no labirinto palaciano,
alianças espúrias, acordos secretos
sustentavam aquele reinado sul americano;
E o povo? ah! os súditos,
sobreviviam da esperança prometida,
matavam a fome com brioches de sonhos,
como sonho foi o trabalho, a lida,
sofriam impotentes, sem vertentes,
noite sem lua, nem estrelas...
os vassalos-bonecos exploravam o tesouro,
arrancados do povo já sem couro.
O rei? borboleteava em sua carruagem voadora,
perdido no deslumbramento imperial,
tornava realidade a irreal revolução dos bichos, afinal
a ideologia experimentava o poder,
embebedando-se com o veneno da ambição,
mas nesta Partilha Tenebrosa, a escusa ação
da avidez, da ganância escabrosa,
espalhou-se nos corredores e salas da arrogância,
exalando os odores da podridão,
até que explodiu a Cabeça-de-negro
na fala de um desgarrado,
e nobre cabeças rolaram no tapete sem chão,
os silvas, souzas, marias
viram a verdadeira face da corrupção,
ainda assim naqueles dias,
o rei sorria .... sem sorte, sem trilho,
na coroa uma estrela sem brilho,
no ar um clamor mudo, forte,
a imponência desandou.
E quem quiser escreva outra história,
porque essa ainda não acabou ...


andrade jorge
direitos autorais registrados

08/05


ANDRADE JORGE
Enviado por ANDRADE JORGE em 02/08/2005
Reeditado em 13/11/2012
Código do texto: T39652
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Autor Andrade Jorge). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
ANDRADE JORGE
Jundiaí - São Paulo - Brasil
1027 textos (90006 leituras)
26 áudios (1819 audições)
2 e-livros (330 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 13:18)
ANDRADE JORGE