Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Balanceia os galhos
Ao toque do vento
Caem folhas espalhadas
Entre balanços melodiosos
Que sejas pela natureza
Sua caída ao solo casto


Que caiam para germinar
Dando espaço a novas folhas
Para que continue a nos encantar
Com primor, a nos levar

Para uma vida sempre florida
De espaços verdes e puro ar
Procurando uma forma
Da nossa natureza poder salvar

Oh! Mãe natureza...
Sois tão repleta de beleza
Pena que em tempos
O homem a cá não perceba

Que sem teus verdes
Perdemos a maior riqueza
De dias belos e brisas suaves
Quem sabe um dia, que não seja tarde
O ser humano por ti te guarde




Andreia Cristina Guadagnin
Enviado por Andreia Cristina Guadagnin em 02/08/2005
Código do texto: T39683
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Andreia Cristina Guadagnin
Pariquera-Açu - São Paulo - Brasil, 40 anos
199 textos (20219 leituras)
2 e-livros (138 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 05/12/16 18:59)
Andreia Cristina Guadagnin