Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VAGOS DESEJOS DA MADRUGADA

Eu quero da alma descoberta
O instante do deslumbramento
O átomo do momento criador

Quero a sensibilidade perene
O abstrato que se fez concreto
Na infinidade de espantos

Não quero o mutismo anímico
Tampouco o silêncio insensível
Que se transforma em pesadelo

Quero retomar os fluidos absorvidos
As essências perfumadas do indelével
Os toques pressentidos do grande prazer
Otávio Coral
Enviado por Otávio Coral em 02/08/2005
Código do texto: T39736
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Otávio Coral
Niterói - Rio de Janeiro - Brasil
12336 textos (288443 leituras)
3 e-livros (1058 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 00:36)
Otávio Coral

Site do Escritor