Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

À Matroca


Ao acaso vagavam meus olhos

À toa pendiam meus braços

ao lado do corpo



De qualquer maneira

meus pés chutavam os seixos

soltos no caminho



Sem governo meu corpo balançava

ao sabor do vento que farfalhava os fiapos da camisa



Sem rumo, meus olhos observava a sombra que se arrastava

ao meu lado, companheira...

Ah! Os pensamentos...,

uma nau sem vela no mar revolto

 
José Mattos
Enviado por José Mattos em 03/08/2005
Código do texto: T40087

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (www.josemattos.net). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Mattos
Santa Rita do Pardo - Mato Grosso do Sul - Brasil, 52 anos
54 textos (2839 leituras)
1 e-livros (48 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 02/12/16 18:00)
José Mattos