Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0029 - Devaneios



Quando os olhos se encontram no meio do caminho,
o sabor do querer fica delicioso,
as palavras calmas, delicadas como um afago,
no ar um perfume suave como pele de mulher.

No seu corpo, meu culto,
meu andar sem rumo,
meu caminho, meu atalho,
meu inicio, minha, nossa vida.
 
Não devo deitar em qualquer cama e sonhar,
gosto da sua calma em minh'alma,
dos seus desejos em meu corpo,
das minhas lembranças e seus toques.

Não posso viajar saudades, jamais vou implorar,
tentei lhe encontrar nas minhas sombras,
sem você, minha vida está indo rápido demais,
estou me perdendo entre tantos desamores.

29/10/2004
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 12/02/2005
Código do texto: T4052
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116248 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 18:21)
Caio Lucas