Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema 0032 - Da minha e tua boca



Quero da tua boca a palavra, antes o beijo,
o resto do sabor de vinho na língua,
o avermelhado provocante do teu batom,
a saliva com o sabor suave do mel,
um sussurrado ''te amo'' ecoando nos lábios.

Da minha boca, prometo-te o mundo,
não um sorriso qualquer,
alguns carinhos, ainda que ofegante,
um gosto especial escondido no desejo,
pronto para amar, sem promessas, sem juras.
 
Da tua boca, quero os destinos,
palavras que nos guiem entre vidas,
delicias que meu corpo anseia,
frases simples que me tocam a alma,
trazendo os sabores de encontros na paixão.

Da minha boca, o som que vai aos amores,
cada frase, cada desejo é pronunciado,
nenhum grito fica contido na garganta,
todos os soluços viraram passado,
não tenho notícias do que ficou para depois.
 
Da tua boca, minhas fantasias, meu prazer,
sem recusas, velhas propostas de paixões,
nos dentes um estampado pedido de beijo,
posso e quero ser o último poeta a lhe escrever,
da boca, o amor, depois de tanto querer... amar.
 
30/10/2004
Caio Lucas
Enviado por Caio Lucas em 12/02/2005
Código do texto: T4055
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Caio Lucas
São Paulo - São Paulo - Brasil, 68 anos
4429 textos (116250 leituras)
1 e-livros (166 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 14:33)
Caio Lucas