Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

VAMPIRO



Sim, beberei teu sangue
todo o teu sangue
e viajarei em tua face
teus peitos tua bunda
e me vomitarei todo
dentro de tua boceta
e aí saberás como goza
um verme um deus

E não importa
não me importam
as portas fechadas
pois as arrombarei
e meterei a cara
e quebrarei a cara
e estarei sempre lá
– entre o caos e
os teus buracos-negros –
estilhaço quebrando a cabeça
compondo e decompondo
este quebra-cabeça
que é o eu

Mas saiba que sempre
sempre compreenderei
a tua boceta florida
floreada fodida
fadada ao ferro
que trago e sou

Sim, beberei teu sangue
quão saboroso é o vinho
que corre em tuas veias
José Inácio Vieira de Melo
Enviado por José Inácio Vieira de Melo em 06/08/2005
Código do texto: T40643
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
José Inácio Vieira de Melo
Salvador - Bahia - Brasil, 48 anos
16 textos (1619 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 06/12/16 08:12)
José Inácio Vieira de Melo