Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Amor etéreo



Vá, amor etéreo!

Vá assim, de mansinho,
Como chegou um dia.

Não quero vê-lo partir.

Misture-se ao ar que respiro,
E entorpeça os meus sentidos.

Penetre o meu peito rasgado,
E anestesie o meu coração.

Ofusque os meus olhos
Como neblina no sol da manhã.

Traga torpor à minha mente
E faça-me ouvir o som do nada.

Esfrie minhas mãos com o seu éter
E torne-as insensíveis ao toque do adeus.

Vá, amor etéreo...
Saia de mansinho e me deixe dormindo!

Mesmo sabendo que ao despertar,
Ainda terei na boca
O gosto amargo da saudade.
Rsanchez
Enviado por Rsanchez em 12/02/2005
Código do texto: T4069
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Rsanchez
São José dos Campos - São Paulo - Brasil, 62 anos
19 textos (2055 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 07/12/16 20:52)
Rsanchez