Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MARINA...

Sempre me pergunto abismada:
Porque me chamo Marina?
Marina de mar molhada,
Marina de barco e rima...
Menina que brinca quieta,
no céu de uma poesia...
De brilhos e lantejoulas,
bordadas em seda fina...
Perfumes de raro cheiro,
quem cheira se embriaga
de jasmins, rosas meninas,
ou campos de manacás...
Eu sei que sou a Marina,
não sei quem me batizou...
Talvez foi um olhar moreno,
que um dia me enfeitiçou..
Carmen Dávila (Marina*****)
06/08/05 Olinda/PE

Carmen Dávila
Enviado por Carmen Dávila em 06/08/2005
Reeditado em 06/08/2005
Código do texto: T40745
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Carmen Dávila
Olinda - Pernambuco - Brasil, 67 anos
129 textos (16341 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 18:32)
Carmen Dávila