Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

SEXTA-FEIRA NO MORRO DA CRUZ

A noite
fendida nas entranhas
coabita pirilampos.

Agês e atabaques
despertam ofegantes Orixás.

Mamãe Oxum joga búzios:
brincos de angústia iluminados.

Habitam a favela
despencados Mitos.

Oxalá, braços abertos,
abraça os homens
em comunhão.

No cruzeiro,
velas acesas iluminam oferendas:
estrelas caídas sobre a encosta.

Por entre vielas estreitas,
nos olhos das imagens
transita a imensidão.
 
Do livro FORÇA CENTRÍFUGA. Porto Alegre: Livr. e Ed. Porto Alegre, 2ª ed., 1979, p. 47:8.
http://www.recantodasletras.com.br/poesias/40825
Joaquim Moncks
Enviado por Joaquim Moncks em 06/08/2005
Reeditado em 28/02/2008
Código do texto: T40825
Classificação de conteúdo: seguro

Esta obra está licenciada sob uma Licença Creative Commons. Você pode copiar, distribuir, exibir, executar, desde que seja dado crédito ao autor original (Joaquim Moncks). Você não pode fazer uso comercial desta obra. Você não pode criar obras derivadas.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Joaquim Moncks
Porto Alegre - Rio Grande do Sul - Brasil, 70 anos
2581 textos (709737 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 08/12/16 20:34)
Joaquim Moncks