Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O grito

O grito
amordaçado
acorrentado
pela falsa moralidade
acuado
emudeceu

O grito
julgado e condenado
por nobres e fariseus
hibernou
se condensou.

Virou gemido
sem eco
no céu, na terra
e no limbo
purgatório
dos teus / meus / eu

se rebelou
soltou um berro tão forte
quebrou vidros, espelhos
e vidraças
esconjurou as desgraças
e os falsários expurgou.

O grito
se fez cantiga
no perdão e poesia
no oratório da vida
compreensão não espera
dança um tango em romaria
no Bolero de Ravel.
Bete Dante
Enviado por Bete Dante em 06/08/2005
Código do texto: T40898
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Bete Dante
Belo Horizonte - Minas Gerais - Brasil, 71 anos
35 textos (1286 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 19:44)