Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

A MÃO AMIGA

A MÃO AMIGA

Hoje pensei em reaprender a rezar...
Mas desisti
Porque entre uma lágrima e um riso
Vi mais uma vez o paraíso
Com que me acenaste
E a tristeza em que caí...

Nunca mais pensei em ti,
Ou no amor que me implantaste...
Não repeti mais o Pai Nosso
Que me ensinaste quando em criança,
De joelhos ao lado do leito pequenino,
Rezando pelo mundo, na inocência de menino...

Já não tenho mais o fogo de quem almeja...
Nunca mais falei contigo,
Como se fala ao melhor e único amigo...
Apenas vago, em silenciosa solidão,
Porque tenho vergonha de voltar-me a ti
Que tanto me afagaste o coração...

Vergonha de pagar-te o amor que me dedicaste
Com essa negra ingratidão...
Mas meus vazios de alma
Clamam por ti, último refúgio
Quando vago sem rumo, sem abrigo...
E do berço amoroso, onde eu dormia após rezar

Resta apenas uma lembrança vaga de uma mão que afaga,
Que aperta a minha até que eu adormeça,
E que também rezando, pede que quando eu cresça
Não me deixe tomar pela tristeza do sonho que se esvai...
E hoje o homem que outrora foi menino
Quando vaga sem rumo e sem destino

Lembra do sono, do berço, e da mão amiga de seu pai...

* * *

 

JB Xavier
Enviado por JB Xavier em 08/08/2005
Código do texto: T41219
Classificação de conteúdo: seguro
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Livros à venda

Sobre o autor
JB Xavier
São Paulo - São Paulo - Brasil
1049 textos (179071 leituras)
50 áudios (18291 audições)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 21:42)
JB Xavier

Site do Escritor