Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

ILHA

Hoje acordei sem vontade de levantar.
O dia está para preguiça
-e a cama é ilha-
e nesse instante, sinto meu corpo flutuar,
e sinto o cheiro de maresia em amar.
Insanidade?
Talvez seja a saudade
Que chegou e aportou nesse mar...



E a ilha bóia.
Flutua sobre o mar, o amar...
Olho essas ondas e penso
-na ilha, pensamento é virtude-
que vem e vão, para longe  e para perto,
levam meu nome a céu aberto
e trazem-me seu corpo desperto
- que atraca em minha ilha fazendo-me feliz -

 

Oh!! Por Netuno!
Venha nu à minha ilha,
perca-se em gritos nesse meu corpo que grita
- na ilha-
navegante noturno...
Segue em deriva e mostra-me as estrelas,
-no mar também tem estrelas-
Nesse barco salva  vida
aportando minha ilha e livrando-me da solidão
-o mar é amplidão-


Lágrimas incontidas regando despedidas.
Dores da separação...
Vai embora, deixa minha ilha agora,
 seguindo em busca de novos portos,
-muitos são os portos nesses mares da vida-
 mas nenhum outro porto vai abrigar seu corpo
com a loucura insana de ondas revoltas
desse mar em amor que em minha ilha encontrou.

Aisha
Enviado por Aisha em 08/08/2005
Código do texto: T41353
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Aisha
Jundiaí - São Paulo - Brasil, 50 anos
791 textos (35173 leituras)
1 e-livros (57 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 03/12/16 04:44)
Aisha