Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Certo dia...


Lá pelos lados de Lavras Novas,
uma velhinha me chamou a atenção:

Eu não sabia nada sobre ela,
só via que era uma mulher negra
- com certeza mulher forte -
que carregava uma trouxa
e uma vida toda na cabeça.

Notei que tinha os dedos dos pés espalhados,
o rosto enrugado escondendo segredos
- mas sem traço nenhum de mentiras -
e o olhar transparente e calmo;

talvez, tivesse sido, um dia,
uma mulher bonita...
Seu nome ? seu nome eu imaginei ser Maria

De mim ela também nada sabia,
nem sobre meus pés (vacilantes),
nem se eu já havia sofrido um dia,
mas de uma coisa eu tenho certeza:
ela notou um brilho de festa nos meus olhos
- afinal, eu estava em férias e indo para um banho de cachoeira! -

Com a voz graciosa,
aquela que só uma velhinha simpática sabe ter
e com a simplicidade das coisas de Deus,
ela perguntou-me, quase que afirmando :
“tá boa !?”

Kika Cardarelli
Enviado por Kika Cardarelli em 10/08/2005
Código do texto: T41677
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Kika Cardarelli
São Paulo - São Paulo - Brasil, 53 anos
32 textos (12936 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 14:29)
Kika Cardarelli