Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Poema banal

Poema banal
 
Detesto trabalhar
Adoro viajar
Odeio pagar
Amo ganhar
Não suporto adoecer
Fico feliz em saúde ter
Tenho raiva de engordar
Adoro emagrecer
Detesto arroz doce
Amo um pão doce
Odeio ter pressa
Gosto muito da inércia
Não suporto mentir
Mas sei bem omitir
Como sou radical
Odeio ou amo
Gosto ou detesto
Exclamo, protesto
de modo passional
Mas quanto a você
Não sei porque
Nem amo, nem odeio
nem detesto, nem gosto
Acho você apenas banal!
 
Marly Caldas
Enviado por Marly Caldas em 10/08/2005
Código do texto: T41695
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Marly Caldas
Rio de Janeiro - Rio de Janeiro - Brasil, 77 anos
513 textos (27638 leituras)
2 e-livros (311 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 10/12/16 22:32)
Marly Caldas