Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

Bicho

Angélica T. Almstadter
10-02-05
 
Tenho dentro de mim um bicho que me castiga,
Uma febre que arde e queima como urtiga.
Tenho um bicho que me rasga e sufoca,
Que me atormenta e provoca.
Por onde passeia esse bicho que me esgueira?
Na pele arranhada, na voz apertada ?
Onde me arranca gemidos esse maldito?
Que sabe o tamanho do meu grito.
 
Tenho cá dentro um bicho acuado,
Um bicho medonho e assustado;
Que cospe grunhidos,
Mancha minha carne de pruridos.
Onde guardo essa fera bestificada?
Que não sabe por onde ataca.
Tenho nos pulsos esse bicho violento,
Esse cão tinhoso, medroso,
Sangrando qual hemorragia.
Essa fera acuada que me rege;
Remói palavras e pare poesias,
Porque essa doce fera atrevida,
Tem da vida, louca fobia;
Se comporta como um santo herege,
Pra continuar enrustida,
Na minha verve doída...
Angélica Teresa Almstadter
Enviado por Angélica Teresa Almstadter em 12/02/2005
Reeditado em 25/09/2009
Código do texto: T4174

Copyright © 2005. Todos os direitos reservados.
Você não pode copiar, exibir, distribuir, executar, criar obras derivadas nem fazer uso comercial desta obra sem a devida permissão do autor.
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre a autora
Angélica Teresa Almstadter
Campinas - São Paulo - Brasil, 62 anos
1054 textos (55645 leituras)
25 áudios (3274 audições)
1 e-livros (247 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 11/12/16 10:27)
Angélica Teresa Almstadter