Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

S O N H E I A M E I


          SONHEI. AMEI.
 
 
Foi tão lindo, quando você telefonou.
Parecia  estar entre jardins e mananciais.
Haveis reparado no argênteo orvalho.Anoitou.
Chorou. A madrugada em seus prodígios e sinais.
Queria ouvi-la mais.
Haveis reparado no fogo que ateais?
Este amor são palavras, que ao céu alçou.
Sou. Poeta que bate à sua porta.
Formosa. Veja o céu empalidece.
Esquece. Na  adversidade esta sua ventura.
Pura. Porque esperas o que está no meu peito?
Se é doce o teu coração de morena.
Uma poeta de tantas harmonias.Serena..
Pôr acaso dormi. E depois sonhei.
Amei, querida, amei.
 
 
 
DON ANTÔNIO MARAGNO LACERDA
Prêmio UNESCO/poemas/jornal.
 
jornaldosmunicipios@ig.com.br

WWW.JORNALDOSMUNICIPIOS.GO.TO
 
 
 
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA
Enviado por DON ANTONIO MARAGNO LACERDA em 11/08/2005
Código do texto: T41842
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA
Campinas - São Paulo - Brasil, 79 anos
55 textos (2587 leituras)
2 e-livros (95 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 04/12/16 04:30)
DON ANTONIO MARAGNO LACERDA