Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

MARIO QUINTANA E BRUBA LOMBARDI

O aprendiz de feiticeiro
no espelho mágico
antevia e amava
tua beleza e poesia

O aprendiz de feiticeiro
via o tempo passar
Não lhe doía
o tempo que entardecia

O aprendiz de feiticeiro
não se desesperou
com os desencantos
os desencontros
Dos poetas a busca
da mulher inapreensível

Dante viu Beatriz
                uma única vez
Beatriz era apenas
uma criança
prestes a morrer
Dante cantou
pela vida inteira
um amor que nesta vida
nunca existiu

Píndaro fala
das criaturas de um dia
Se ao poeta foi concedido
apenas um dia
de felicidade
por que contar
os outros dias
A verdadeira vida
não tem medida

       O aprendiz de feiticeiro
te esperou
Somente os anciãos
podem dizer
que esperou

O aprendiz de feiticeiro
começou a te amar
e você
nem tinha nascido
No espelho mágico
antevia e amava
tua beleza e poesia

O aprendiz de feiticeiro
te esperou
e viestes ao anoitecer
e viestes ao anoitecer

A vida Bruna
                não é inútil
porque termina
em um túmulo
Talis Andrade
Enviado por Talis Andrade em 12/02/2005
Código do texto: T4189
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Talis Andrade
Recife - Pernambuco - Brasil, 69 anos
42 textos (3976 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 28/09/16 00:27)