Capa
Cadastro
Textos
Áudios
Autores
Mural
Escrivaninha
Ajuda
Textos
Texto

O coringa

Sou eu, o Coringa, quem foge à força destrutiva do tempo
Sou eu, o Coringa, quem questiona as outras cartas:
"quem organiza esta imensa paciência?"
"Se o universo está dentro de alguma coisa,"
"que coisa alguma é essa?"
Sou eu, o Coringa, quem tira a consciência da consciência
dos conscientes inconscientemente
Sou eu, o Coringa, quem permanece uma única vez só
e nada ensina
apenas desaprende.
Sou eu, o Coringa, quem destrói para construir
com meus barretes, guizos e malabarismos.
Fabiano Vale
Enviado por Fabiano Vale em 11/08/2005
Reeditado em 13/08/2005
Código do texto: T41916
Enviar por e-mail
Denunciar

Comentários

Sobre o autor
Fabiano Vale
Ceilândia - Distrito Federal - Brasil
116 textos (13326 leituras)
(estatísticas atualizadas diariamente - última atualização em 09/12/16 05:46)